Pensamento Interativo

O digital invadiu o real:
a palavra da vez é integração.

Fonte da imagem: electricfoxy.com

Se você ainda pensa em tecnologia como aquele agente que te força a ficar sentado na frente de um computador ganhando aquela barriguinha enquanto faz um lanchinho sentado perante a tela, não podia estar mais enganado! A preocupação com uma vida regrada, exercícios e boa alimentação chegou também ao mundo virtual e dos gadgets.

Prevendo uma demanda da conhecida “geração saúde”, teve início em 2007 um movimento das empresas desenvolvedoras de games no sentido de criar uma série de jogos voltados para a prática de exercícios, o que foi facilitado pela presença de sensores de movimento do corpo nos consoles. Dois bons exemplos são o Wii Fit da Nintendo, que se tornou em 2009 o segundo jogo eletrônico mais vendido de todos os tempos, e o Nike + Kinect Training, uma iniciativa entre a Nike e a Microsoft, criadora do X-box.

Por isso não foi surpresa alguma quando começamos a ver os primeiros aplicativos aparecendo em smartphones e tablets para controlar a quantidade de calorias ingeridas diariamente por seus usuários ou o peso perdido em exercícios. Entre os mais famosos, podemos citar o MyFitnessPal, Medida Certa (sim, ele foi inspirado no quadro do programa Fantástico), miCoach, desenvolvido pela Adidas, Nike+Running e Runkeeper. Alguns telefones, como é o caso do Galaxy S4, já estão até mesmo vindo da fábrica com seus próprios aplicativos de monitoramento de saúde instalados (o da Samsung é conhecido como S Health).

E, para aprimorar ainda mais o monitoramento do gasto calórico e a mensuração dos resultados dos exercícios feitos pelos seus usuários, se tornou comum também a criação de gadgets voltados especificamente para esses fins. Conheça alguns deles:

Nike Fuelband: a pulseira possui um painel de luzes de led que mostra uma escala de cores de vermelho a verde (que sinaliza o quão próximo você está de bater sua meta diária de queima calórica) e tem conectividade bluetooth para que o usuário possa sincronizar o tempo de exercício, calorias gastas, entre outros parâmetros com o aplicativo correspondente em seu celular. Esse processo, porém, não é obrigatório, já que a própria tela da Fuelband mostra todas essas informações. Ela também é resistente à água. Saiba mais aqui.

Body Media Link: a pulseira funciona apenas para calcular o gasto de energia das suas atividades e não exibe as informações aferidas no próprio dispositivo, ou seja, de sincronização com o aplicativo para celular da Body Media, onde o usuário deverá registrar a comida consumida para que o cálculo final diário (energia ingerida – energia gasta) seja feito. Ele também permite conexão com o aplicativo MyFitnessPal, citado acima.

Jawbone Up!: a Up não apresenta um display, o que significa que seus dados são sincronizados com um aplicativo próprio. É também no aplicativo que o usuário vai conseguir registrar sua alimentação de 1001 formas diferentes. Além da longa duração de sua bateria, essa pulseira também pode se integrar a outros aplicativos de monitoramento, como o RunKeeper (citado acima), MyFitnessPal (também já citado acima) e o MapMyFitness, trazendo um maior detalhamento para o relatório da sua saúde. Ela, assim como a Fuelband, é resistente à água e choques.

Escolha a sua, calce os tênis e arrase na disposição!

Quem escreveu:

Comente

Comentários